Domingo, 31 de Janeiro de 2010

Uma história sobre sexo///▲

Photobucket

Era uma vez Sexo, sexo, sexo e sexo um gajo que Sexo, sexo, sexo e sexo conheceu uma Sexo, sexo, sexo e sexo e depois Sexo, sexo, sexo e sexo pediu-lhe o Sexo, sexo, sexo e sexo. Combinaram um Sexo, sexo, sexo e sexo e depois Sexo, sexo, sexo e sexo mas decidiriam Sexo, sexo, sexo e sexo na Sexo, sexo, sexo e sexo dele. Então Sexo, sexo, sexo e sexo muito, e no fim Sexo, sexo, sexo e sexo mais um pouco e a seguir Sexo, sexo, sexo e sexo mais ainda. Despediram-se com Sexo, sexo, sexo e sexo, olharam para as horas e Sexo, sexo, sexo e sexo viram que Sexo, sexo, sexo e sexo ainda havia tempo para Sexo, sexo, sexo e sexo. Dias mais tarde encontraram-se e Sexo, sexo, sexo e sexo porque já não Sexo, sexo, sexo e sexo desde da ultima vez. Foram desta vez até casa dela e Sexo, sexo, sexo e sexo.

 

Estou a ouvir: Turn to Standby - Matter
tags:
publicado por JoãoVieira às 18:02
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Às vezes penso em…///▲

Photobucket

Como será foder com alguém, que gostamos mesmo? Como nos sentimos no fim? Será que temos um melhor orgasmo? Ou não? Por gostarmos da pessoa temos mais tesão? Será que dura mais? Quando elas gostam de nós ficam mais molhadas? Os sentimentos interferem na qualidade do acto? Será assim o sexo AINDA melhor? O amor provoca múltiplos orgasmos? Um logo a seguir do outro? Faz-nos gritar de prazer? Melhora o efeito das preliminares? O amor é um estímulo? Ele faz-nos superar as dificuldades sexuais? Prolonga o prazer? O amor faz-nos ter ainda mais sexo?

Ou…

independentemente de haver sentimento ou não, sexo é sexo e acabou?

 

Estou a ouvir: Axwell - Together (Albin Myers Remix)
tags:
publicado por JoãoVieira às 13:41
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sábado, 30 de Janeiro de 2010

WildStyle///▲

Photobucket

As noites até tarde, o sexo em lugares públicos, as bebedeiras, as festas, a musica, as viagens. O mandar foder o mundo, o ser mais que tudo e todos, a fama e má fama, o cagar para a sociedade, para a escola, para o governo. O fechar-te no teu mundo e descartar-te de tudo à tua volta. A arte como forma de expressão. Ter a internet como educação e a vida como professora. Mais bebidas, mais festas, mais sexo. A liberdade.

 Somos o extremo do mundo, saímos de casa cada vez mais cedo e educamo-nos na vida e na experiencia que esta nos dá. Não possuímos ética religiosa ou valores morais. Vivemos com pouco dinheiro e somos felizes assim. Dinheiro não traz felicidade, a moca traz. Qualquer dúvida e insegurança são dissipadas com o consumo de bebida e drogas. Vivemos na paz, não queremos a vida de outro modo.

 Somos a geração que se segue para enfrentar o futuro cada vez mais duro. Temos músculos suficientes para isso, força de vontade e ideias capazes de virar o mundo do avesso. A confiança é a nossa mais poderosa arma. O sonho, o nosso caminho a seguir. Ninguém nos leva a sério. Os mais velhos acham que nunca seremos ninguém. Não acreditam em nós. Nas nossas capacidades.

 O wild style é tudo isso. É a nossa indomável geração que transforma cada milímetro por onde passa com a sua presença e carisma.
 O planeta está perdido. A vida, arruinada. Há crime e corrupção por todo lado. Acabou-se a esperança. Está tudo fodido. Miséria omnipresente. Já nada nos pode salvar. E somos nós, jovens revoltados, que vamos mudar esta merda toda, sem nos deixar influenciar por ideias politicas ou religiosas. Eu deposito toda a minha confiança nesta geração.

 

Photobucket

Estou a ouvir: Bodyrox feat Luciana - Brave New World (Nick Bridge Remix)
publicado por JoãoVieira às 23:07
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 27 de Janeiro de 2010

Numa palavra defino o meu estado de espirito ///▲

Photobucket

FODA-SE!

 

publicado por JoãoVieira às 22:59
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 24 de Janeiro de 2010

Às vezes gostava mesmo de ser normal ///▲

Photobucket

Gostava de ter uma vida normal, numa casa normal, com uma família normal, ter uma mentalidade normal, de ideias normais, e gostos normais. Gostava de estudar numa escola normal e estar com gente normal, ter amigos normais e colegas mais normais ainda. Ter uma namorada muito normal com quem podia ter saídas normais ao domingo, dar beijinhos normais, daqueles que a língua não se enrola com a outra. Estar normalmente junto a ela, no quarto normal dela, deitarmo-nos na sua cama normal, onde tínhamos fodas normais, em posição de missionário, e sem preliminares. Tudo a seco como gente normal. Gostava de ser normal e sentir-me no topo do mundo só porque fiz algo fora do normal como faltar a uma aula ou sair à noite, coisas normais para mim mas que para pessoas normais já é algo de extraordinário. Ser normal deve ser fantastico. Deve dar uma moca normal o facto de se ser normal. Por um dia gostava de ser normal, só para sentir essa sensação normal. Hoje gostava que fosse esse dia, normal.

 Tenho a puta da mania que sou diferente.

 

Hoje estou: ainda a viver a noite de ontem
Estou a ouvir: Madonna - Celebration
publicado por JoãoVieira às 18:10
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Para o Fonseca, porque não se deixa escapar uma oportunidade destas///▲

Photobucket

Se ela é assim como dizes então avança e nem sequer pares para pensar um bocado que seja nisso. Já tens a cabeça de baixo a projectar um plano, então só tens de te deixar levar pelas emoções e pelos impulsos e sem te aperceberes disso já tens essa rapariga deitada ao teu lado com a cabeça pousada sobre o teu peito. Mas lembra-te, isso pode não passar de uma atracção, o amor não é sentir arrepios só porque ela é boa e bonita. Para a teres contigo ainda tens que trabalhar.

 O pá fala com ela. Tu comi-a, trinca-a, beija-a, lambi-a, masturba-a, fodi-a….faz qualquer merda mas por amor de Deus, não fiques parado. Não te ponhas com merdas e conices. Fala MESMO com ela. Sê directo. Mesmo que não corra bem vais-te sentir aliviado por lhe teres dito, e ela vai ficar a saber o que tu sentes por ela, seja amor ou tesão. Mesmo que não dê em nada ficas sempre a ganhar uma coisa. Aprendes com essa experiencia. Isso é mais importante independentemente do resultado final.

 

Este texto serve não só para ti mas para todos que estão na mesma situação, mas que por medo ou cobardia se calam, e perdem uma oportunidade de mudar a sua vida.

 

 

Estou a ouvir: YukSek - Extraball
publicado por JoãoVieira às 15:59
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

AMO-TE ///▲

Photobucket

Continuas a ser o lugar que me acolhe quando todos me falham.

Mais que melhor amiga, mais que tudo.

 

tags:
publicado por JoãoVieira às 15:24
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Ontem foi assim///▲

Photobucket

Comida, bebida e amigos...jantar de comemoração das 10,000 visitas do Cornetto xxl.
(não sou eu na foto)

Próximo jantar às 100,000 visitas////;]!!

publicado por JoãoVieira às 15:20
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sábado, 23 de Janeiro de 2010

Positivismo pré-2012 ///▲

Photobucket

A vida para vós é uma merda? O vosso companheiro(a) já não quer saber de vós? Desconfiam que ela(e) anda-vos a enganar? Têm saudades do sexo? Andam stressadas(os) ? Sobre pressão? A vida escolar ou profissional não vos corre bem? Estão a entrar em depressão? Têm grandes dívidas? Falta-vos o dinheiro? Têm os bens penhorados? A família e os amigos só vos fodem? Estão solteiros e o sexo oposto não vos dá bandeira? São tímidos e sentem tesão pela aquela(e) colega? Ainda vivem com a mãe? Acabou-vos o álcool? Sentem que nunca serão alguém na vida? Têm que aturar com os vossos filhos? O filho é de fora desta relação? O filho nem sequer é vosso?  filhos de outros?outras? têm que sustentar a ex-companheira(o)? A(O) amante está cada vez mais cara(o) de agradar? Andam a pagar por sexo? descobriram-vos o Porno? Prazer só com a mão? os dedos?

Estão…COMPLETAMENTE FODIDOS??

Nada vos corre bem mas pensem positivo…em 2012 vamos todos pelo caralho.

 

publicado por JoãoVieira às 14:41
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Conversas de café #2 ///▲

R- As raparigas de hoje já não são o que eram...
Eu- Graças a Deus.

publicado por JoãoVieira às 14:08
link do post | comentar | favorito

▲João//Vieira//!!;]

Photobucket>

Photobucket

-ver perfil
-adicionar este blog

▲links///

PhotobucketPhotobucketPhotobucketPhotobucket

 

Visitas desde 01.12.2009






Cornetto XXL on Facebook

▲Mais//Textos//

Que se foda o futuro ///▲

Parabéns

Esta é a minha vida trans...

não consigo e não consigo...

Amanha é outro dia. ///▲

Pucca que te pariu ///▲

30 anos

As pessoas mudam...

Conversa com Inês ///▲

Artistas nunca morrem ///...

Noruega ///▲

Zorro ///▲

O que faz falta são féria...

Finito ///▲

Aqui tens o que tantas ve...

Chegada do Verão ///▲

Marte ///▲

"Eles não sabem (...) que...

Por esta hora... ///▲

Estou a ir,quase ///▲

.

Desapareci ///▲

E a minha vida continua a...

Certeza ///▲

SARA///▲

Esta merda vai mudar ///▲

Um dia diferente,a mesma ...

Nascimento de um Rei ///▲

Felicidade ///▲

E sábado há festa! ///▲

Noite Estragada ///▲

Futuro ///▲

Todas as manhãs ///▲

Dentro do comboio, a cami...

Bécas///▲

Vida de estudante é muito...

Felizmente///▲

Porque um dia alguém diss...

Últimos dias ///▲

...

Resistência ///▲

Que gay///▲

Sexo grátis para toda gen...

Hoje foi dia de oral a Po...

Todos os anónimos felizes...

É sempre noite///▲

Qualquer dia mato-te... /...

Qualquer dia mato-me... /...

Vida Fodida ///▲

Dinheiro não compra amor....

▲Mais//Comentados//

▲arquivos//

Agosto 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

▲_

zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz