Quinta-feira, 3 de Dezembro de 2009

E se todas elas tivessem um botão assim?

Photobucket

 

Não há dúvida que a publicidade na internet usa formas cada vez mais criativas de chamar a atenção. E acabam mesmo por conseguir. A mim esta publicidade aqui em cima chamou-me não só a atenção como ainda me fez pensar….e se todas as mulheres tivessem um botão assim? Não seria o mundo um lugar melhor? De certeza que sim…Acabavam as queixas delas em relação ao mau sexo, às preliminares (ou á falta delas), e todas essas coisas que as mulheres se queixam em alguma altura da sua vida (elas queixam-se de tudo, eu sei, mas neste momento só me refiro a sexo).

Mulheres felizes, homens satisfeitos. Mulheres insatisfeitas, homens a padecer. Sim porque quando elas estão mal com algo dispensam mais tempo a encher-nos a cabeça do que a explicar-nos como podemos melhorar. E na maior parte das vezes nem chegamos a perceber o que está errado. Elas preferem pôr-nos a adivinhar. Pensam que somos videntes ou o caralho. Às vezes a culpa do mau estar delas nem é nossa mas acabamos por levar igual, por tabela.

Só de imaginar…O que um botão daqueles mudava. Era o jackpot na vida de cada homem, e a felicidade na vida de cada mulher. E o melhor é que é das poucas coisas boas que não tem qualquer aspecto negativo para nós ou elas…pelo menos não me ocorre agora nenhum.

Hoje estou: sem vontade de ter geometria
Estou a ouvir: Florence the Machine - You've Got the Love
publicado por JoãoVieira às 21:52
link | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quarta-feira, 2 de Dezembro de 2009

A Mulher,As suas datas

Photobucket

“Amor sabes que dia é hoje?”-Quarta-feira? - Penso para mim - “ Hoje faz 2 meses que começamos a namorar”-dizem elas, como se não soubessem já que não tenho pachorra para decorar estas coisas. Mas elas adoram. As mulheres devem ter alguma paranóia com isso, gostam de dar significados especiais a tudo que é dia.”ai amor ,hoje faz um mês que tivemos naquele lugar “;”ai amor hoje faz uma semana que fomos ao cinema “;”ai amor hoje isto…hoje aquilo”e continuam até o cérebro delas não ter mais espaço para guardar datas, deve ser uma parte do cérebro que os homens não possuem, uma parte que se dedica por completo á memorização deste tipo de coisas.

 Mesmo quando já não são namoradas eles memorizam tudo! “Hoje faz 3 meses que acabamos” dizem como se tivesse alguma importância para mim. E depois por acharem tal dia importante para elas, mesmo que não o seja assim tãooo importante, elas esperam sempre receber alguma coisa, como se por acaso fosse Natal. E fodem-me o dinheiro e consequentemente fodem-me a cabeça. Nunca tive jeito nenhum para escolher prendas, muito menos para surpresas. É um dos meus fracos, prefiro que sejam elas a escolher o que querem. Nunca memorizei datas, seja como for elas insistem em avisar com alguma antecedência para não correr o risco de eu chegar ao dia de mãos a abanar.

 O tempo. O principal mal. Cansa o amor, a relação, ou lá o que há entre duas pessoas. Dar o que se tem ao tempo, é para mim, o pior que se pode fazer a algo que dizemos estimar muito. O tempo cansa-nos, torna-nos cada vez mais fracos. Não entendo o significado de dar tanta importância ás datas, da mesma forma que não entendo porque se sentem mal quando me esqueço delas. Chateiam-se como se todo o meu amor dependesse de eu memorizar aquela data a todo o custo na minha cabeça.

 As pessoas costumam dizer “no início de uma relação é tudo muito bonito, nunca há problemas mas depois…”. Normalmente esse alegre período dura 3 ou 4 meses. A maior parte das minhas relações não durou nem metade disso, vai-se lá saber porquê... Mas essa acaba por ser a razão para eu não, nem querer sequer, decorar datas. Porquê que o tempo tem de passar? E porquê que nós temos de dar por isso? Não decoro datas, não quero, por mim nunca o irei fazer.

 Quero parar o tempo no início de cada relação. Ficar para sempre nos bons momentos. E evitar sempre, com todas as minhas forças, que a altura dos problemas, das discussões e dos altos e baixos chegue e nos faça tremer e sentir mal ao ponto de nos fazer arrepender de tudo que sentimos.

 

Hoje estou: pouco inspirado
Estou a ouvir: Frank Sinatra-My Way
publicado por JoãoVieira às 21:11
link | comentar | ver comentários (3) | favorito

Prosa do "deita-me abaixo"

Photobucket

 “Atão atão atão, és um feio mentiroso que pensa qué boss e que vive na ilusão de que é um senhor e que é um gatuno da vida airada e qué forte demais para ser sensivelmente ferido :c mas não és, digo-te já que não és não senhor :c és um totózique sem piada, sem sal, sem inteligência, sem pila, sem um sinal na bochecha com eu (h) sem pinta, sem-abrigo xD, sem gosto pra escolher nome de álbuns, entre outros. e com a puta da mania (y), com a puta da estupidez, com a puta da burrice, com a puta da pirosisse, com a puta da conisse D: e com a puta da mania qué matcho latino :Ç devias era de crescer e começar a usar gravatas do garfield (porque ele sim, é chique :c enquanto que o snoopy é só fofo xD) e devias de comer muito nestum e chocapic para ver se o teu cérebro se alimenta e fica tão desenvolvido comó meu :D” 

 

 Escrito por Joana Malagueira sobre o meu ser, há-de ter as pagas…

Estou a ouvir: DJ Shadow - This Time (I'm Gonna Try It My Way)
publicado por JoãoVieira às 14:04
link | comentar | favorito
Terça-feira, 1 de Dezembro de 2009

Dor de saber o que perdi.

Photobucket

Tenho saudades tuas, é tudo que tenho para te dizer, tenho saudades de falar contigo logo de manhã,e saudades daquelas tardes que não foram nada do outro mundo, mas que para mim significaram muito. Fez-me bem esse tempo contigo e se agora tivesse tudo o que o mundo tem de bom na minha mão e tivesse de escolher entre isso e estar contigo outra vez então eu não hesitava, escolhia-te a ti.

Tenho meu computador cheio de fotos tuas elas tornam-se o meu refugio numa grande parte do tempo, e só Deus sabe o que eu sinto ao vê-las, custa-me muito mesmo, é a dor da saudade misturada com o prazer de saber o que eu já vivi.

Se um dia voltar a estar contigo eu não me vou esquecer de te dizer isso. Se não voltar a estar, tenho ao menos a recordação daquela tarde que para mim substituía tudo na minha vida. Todos os luxos, toda a riqueza, todo o sexo.

Não sei o que é feito de ti, não sei como vais, nem sei se estás bem assim. Houve muita gente que entrou e saiu da minha vida. Tu foste uma delas, a que menos tempo esteve dentro dela sim, mas a única que me marca até hoje

 

Estou a ouvir: Justin Martin - Sad Piano (Charles Webster Remix)
publicado por JoãoVieira às 19:09
link | comentar | ver comentários (4) | favorito

E é feriado...

Photobucket 

Hoje nem saio de casa, está a chover para caralho, e além disso e ainda tenho de fazer o estúpido trabalho de desenho, e vai ser meio difícil com o frio que está e ainda por cima com a cama a sorrir para mim, enfim … isto de ter feriados é uma coisa fixe, sabe bem a meio do período de aulas ter uns dias para descansar isto para além dos fins de semana claro….ainda que a maioria do povo nem saiba bem porque que é feriado mas está bem, o que queremos é não trabalhar…Para quem não sabe, hoje é feriado porque assinala-se a restauração da independência, ou seja, no dia 1 de Dezembro de um ano qualquer houve uma merda toda fixe a ver com isto, só não sei o que foi, não sou muito dado a este tipo de coisas admito.

Ontem, para os que ainda não viram, coloquei um contador de visitas aqui no blog, a primeira coisa que me veio a cabeça depois disso foi “bem agora vamos lá ver se pelo menos tenho umas 20 visitinhas” fiquei surpreendido foi quando hoje reparei que não só tive as 20 visitas como ainda tive mais umas 100 em cima, o que para mim é muito bom saber que as pessoas visitam isto aqui. Agora deixo-vos uma espécie de recado:

Podem comentar o blog, a sério, eu não vos vou comer se o fizerem, só como se quiserem…

 

Hoje estou: sem vontade para nada,ou quase
Estou a ouvir: Lenny Kravitz - Let Love Rule (Justice Remix)
tags: ,
publicado por JoãoVieira às 14:01
link | comentar | ver comentários (2) | favorito

▲Mais//Textos//

Que se foda o futuro ///▲

Parabéns

Esta é a minha vida trans...

não consigo e não consigo...

Amanha é outro dia. ///▲

Pucca que te pariu ///▲

30 anos

As pessoas mudam...

Conversa com Inês ///▲

Artistas nunca morrem ///...

Noruega ///▲

Zorro ///▲

O que faz falta são féria...

Finito ///▲

Aqui tens o que tantas ve...

Chegada do Verão ///▲

Marte ///▲

"Eles não sabem (...) que...

Por esta hora... ///▲

Estou a ir,quase ///▲

.

Desapareci ///▲

E a minha vida continua a...

Certeza ///▲

SARA///▲

Esta merda vai mudar ///▲

Um dia diferente,a mesma ...

Nascimento de um Rei ///▲

Felicidade ///▲

E sábado há festa! ///▲

Noite Estragada ///▲

Futuro ///▲

Todas as manhãs ///▲

Dentro do comboio, a cami...

Bécas///▲

Vida de estudante é muito...

Felizmente///▲

Porque um dia alguém diss...

Últimos dias ///▲

...

Resistência ///▲

Que gay///▲

Sexo grátis para toda gen...

Hoje foi dia de oral a Po...

Todos os anónimos felizes...

É sempre noite///▲

Qualquer dia mato-te... /...

Qualquer dia mato-me... /...

Vida Fodida ///▲

Dinheiro não compra amor....

▲Mais//Comentados//

▲arquivos//

Agosto 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

▲_

zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzz